SBOR-RJ lança Campanha Socioeducativa sobre Malformação Congênita
Por SBOP | Aug 2014

SBOR-RJ lança Campanha Socioeducativa
sobre Malformação Congênita

Para chamar a atenção da população e da classe médica sobre o nascimento de crianças que apresentam malformação congênita, a Regional Rio lança a campanha “Vá em Frente”, destacando a importância do diagnóstico preciso e do tratamento no tempo adequado, evitando assim cirurgias ortopédicas tardias.

O lançamento oficial da Campanha acontecerá no dia 21 de agosto no auditório do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (CREMERJ), às 10h, com a presença dos dirigentes da saúde pública do Estado e do município, da diretoria e ex-presidentes da SBOT-RJ, diretoria e conselheiros do Conselho Regional de Medicina e representantes de outras especialidades médicas.

Para a classe médica, em especial a pediatria e a ortopedia, assim como outros profissionais da área da saúde que lidam com recém-nascidos no Estado do Rio, a campanha “Vá em Frente” destacará aspectos como a importância da integração das especialidades médicas no fechamento do diagnóstico de malformação congênita, o correto preenchimento da Declaração de Nascidos Vivos (DN) e do código da anomalia na CID-10 para criação de dados epidemiológicos, e a plena orientação aos pais e encaminhamento do bebê para o tratamento adequado.

“A incidência de deformidades osteomusculares em recém-nascidos, provenientes de malformação congênita, associada ou não, por interferência externa ou natural, é muito significante. A cada 100 crianças nascidas vivas na América Latina, três nascem com algum tipo de malformação, e desse total, no Brasil, 43% apresentam alguma anomalia músculo-esquelética, que é apenas uma categoria dentre 12 propostas pela Organização Mundial de Saúde referentes à malfomação congênita”, detalha o Dr. Henrique de Barros, presidente da SBOT-RJ e idealizador do projeto.

Para o especialista, a Campanha se justifica por aspectos que vão além dos números: “Quando nasce um filho com qualquer deformidade, os pais ficam desorientados, independentemente de classe social, nível cultural ou rede de contatos. A equipe médica muitas vezes também carece de informações mais precisas sobre como conduzir esses casos no que tange à orientação à família, ao encaminhamento do paciente para tratamento e até mesmo sobre a rede de hospitais que podem receber esses tipos de pacientes”, esclarece Dr. Henrique.

Todos os membros da SBOT-RJ, assim como todos os médicos e profissionais de saúde que tenham interesse no tema, estão convidados para o lançamento da campanha Vá em Frente, que conta com apoio da Secretaria de Estado de Saúde e do CREMERJ. “Essa campanha tem um papel importante para os médicos e para a sociedade, e o CREMERJ se coloca à disposição para colaborar”, declarou o Dr. Sidnei Ferreira, presidente do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria.

“Esperamos que no decorrer da Campanha, que perdurará até o final deste ano, outras entidades possam apoiar a causa, ajudando na divulgação do tema”, conclui o presidente da SBOT-RJ.

O auditório do CREMERJ fica na Praia de Botafogo, 228, lojas 103 a 106 – Botafogo, RJ.

Mais informações pelo telefone 21 2543-3844

Fonte:
SBOT-RJ

EDITAL TEPOP 04/2021
Por SBOP | Aug 2014

EDITAL TEPOP 04/2021

Saiba Mais
PARECER PEDIASUIT
Por SBOP | Aug 2014

PARECER PEDIASUIT

Recomendações SBOP

Saiba Mais